Blitz educativa abre programação do Maio Amarelo no Piauí

Categoria: DestaqueNotícias 05/05/2016 11:23:31 Imprensa
DSC_1083edit

Uma blitz educativa no cruzamento das avenidas Frei Serafim e Miguel Rosa abriu a programação do Maio Amarelo no Piauí, na manhã desta quinta-feira (5). O movimento tem como objetivo chamar atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, na tentativa de reduzir essas estatísticas, promovendo ações educativas.

Apesar de ser uma ação coordenada pelo poder público, o Maio Amarelo pede a participação de toda a sociedade em um mês repleto de ações que buscam um trânsito mais seguro, evitando acidentes e mortes. Por conta disso, estudantes universitários procuraram as autoridades envolvidas no trânsito para fazerem parte do movimento.

“A campanha é para todos os públicos, mas como a maioria dos acidentes e a maior parte das mortes envolvem jovens, é preciso ter também esse foco na juventude. Quando se trata de trânsito é preciso pensar em todos”, afirma o jovem Lucas Gaspar, acadêmico de direito.

O Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI), por meio da Escola Piauiense de Trânsito (EPT), estará à frente das ações no estado. Para a gerente de Educação do órgão, Zulmirene Sousa, é preciso que as pessoas entendam que o movimento é de todos, não só das autoridades.

“Estamos tentando orientar e sensibilizar o público, nosso objetivo é reduzir os acidentes de trânsito, as mortes e sequelas. Para isso, precisamos incentivar atitudes gentis e prudentes no trânsito, isso tudo contribui para essa redução”, ressalta a gerente.

Durante todo o mês, o Detran conta com a parceria da Companhia Independente de Trânsito (CIPTran), da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec), e outras instituições públicas e privadas na promoção das ações.

“Todo dia vamos ter ações, são muitas palestras e blitzen. Hora nas ruas, hora nas escolas, hora no interior do estado. A programação está lotada e pretende alcançar o máximo de pessoas possíveis”, comenta Zulmirene Sousa.

Para a especialista em trânsito da Centec, Sofia Sobral, o importante é ampliar o alcance das ações o máximo possível. “Por isso, estamos tentando atingir todos os públicos: ciclistas, pedestres e motoristas, toda a população inserida no contexto do trânsito incentivando a mudança do comportamento no trânsito”, pontua Sofia.

Por Lucas Marreiros.

Compartilhe essa notícia:
  • Facebook
  • TwitThis
  • Google
  • Print this article!