Acidentes nas rodovias piauienses sofrem redução em agosto

Categoria: DestaqueEstatísticasNotícias 11/09/2014 11:41:06 Nallyne Soares
bpre2

De acordo com relatório do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE), o oitavo mês do ano registrou nove acidentes nas rodovias estaduais, enquanto no mês de julho houveram 11 acidentes registrados. A maior parte dos acidentes ocorreu na PI-112, que liga as cidades de Teresina a União.

No mês de agosto foram registradas seis vítimas fatais. Esses acidentes ocorreram na PI-112, PI-113 e na PI-130. Outras oito pessoas ficaram feridas no acidentes registrados nas rodovias estaduais. Quanto aos acidentes, o tipo mais freqüente no mês de agosto foi a colisão, abarrotamento, e atropelamento cada uma com quatro ocorrências. O veículo que mais se envolveu em acidentes neste período foram os carros, seguido pelas motocicletas.

Em relação à faixa etária envolvidas das vítimas de acidentes, os homens jovens continuam sendo os mais afetados. As vítimas fatais foram do sexo masculino, sendo que a faixa etária do maior número de vítimas ficou entre 31 e 45 anos. O dia da semana de maior ocorrência de acidentes foi o domingo e terça-feira – com três e dois acidentes registrados em cada dia – e o horário foi das 18 às 00h e de 06h a 12h.

Mapeamento das rodovias no Piauí demonstra crescimento no número de infrações

O Mapa Geral de Infrações de Trânsito da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) aponta o registro de 1.226 infrações em Teresina durante o mês de agosto. Foi constatado um aumento do número de acidentes em relação ao mês de julho, que teve 174 acidentes a mais. A maioria das infrações se configura como gravíssimas (949 casos), as consideradas graves atingiram 68 registros e ainda houve registros de 43 infrações médias e 166 leves, que permanece igual ao mês anterior.

Com o objetivo de reduzir a violência no trânsito e o número de infrações ao Código Brasileiro de Trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran- PI) juntamente com os parceiros do Sistema Nacional de Trânsito, estão intensificando as blitz em todo o Estado a fim de conscientizar a população da importância de se manter um comportamento seguro ao conduzir um veículo.

A infração mais cometida pelos motoristas na capital piauiense foi “dirigir veículo sem possuir CNH”, com 322 notificações. Em seguida, aparece “conduzir moto sem capacete ou sem acessório de segurança”, com 308 flagrantes e “conduzir veículo não registrado ou devidamente licenciado”, com 211 registros. Todas são consideradas infrações gravíssimas e o valor da multa é de R$ 191,52 para este tipo de ocorrência.

Das infrações graves contabilizadas no último mês, a mais recorrente foi “conduzir veículo sem equipamento obrigatório/ineficiente ou inoperante”, com 45 notificações de um total de 56. O valor a ser pago pelo motorista flagrado nessa ocasião é de R$ 127,68.

As infrações médias de maior incidência registradas pela Ciptran entre os motoristas que trafegam na capital piauiense foram “dirigir com fones de ouvido de aparelho de som ou celular”, com 18 ocorrências de um total de 43, e “dirigir veículo com calçado inadequado” com 14 casos. Já nas infrações consideradas leves: “conduzir veículo sem documentos obrigatórios” foi a que registrou um maior número de notificações, 163 do total de 166. Para os infratores flagrados, a multa é de R$ 85,12 para infrações médias e de R$ 53,20 para infrações consideradas leves.

Compartilhe essa notícia:
  • Facebook
  • TwitThis
  • Google
  • Print this article!
Não possui tags para esse post.