Ciptran registrou crescimento de 3,48% no número de acidentes em janeiro

Categoria: DestaqueNotícias 07/02/2014 12:57:28 administrador
acidente-em-teresina

A Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) notificou durante o primeiro mês deste ano 258 acidentes, representando um crescimento de 3,48% no número de ocorrências em relação ao mesmo período do ano passado.

Do total de 258, 97 acidentes resultaram em vítimas. O tipo de acidente de maior incidência durante o mês de janeiro foi a colisão, com 80,41% dos casos de acidentes com vítimas e 73,29% dos acidentes sem vítimas. O segundo tipo com maior número de registros foi o abalroamento com 10,41% dos acidentes com vítimas e 24,84% dos acidentes sem vítimas. O veículo que mais se envolveu em acidentes com vítimas foi a motocicleta, com 82 do total de 185 veículos. Já nos acidentes sem vítimas, o automóvel foi o tipo de veículo de maior ocorrência, com 209 do total de 314.

O sexo masculino foi maioria entre os condutores envolvidos nos acidentes, representando 78,38% nos acidentes com vítimas, e 62,42% nos acidentes sem vítimas. Os homens também são maioria entre as vítimas. Das vítimas feridas, eles somam 72 do total de 113, ou seja, 63,72%. Já entre as vítimas fatais esta porcentagem sobe para 80%. Quatro das cinco vítimas fatais notificadas em janeiro pela Ciptran eram homens.

Os jovens com idade entre 18 e 29 anos foram maioria entre as vítimas com 35,40% das vítimas feridas e 40% das vítimas fatais.

Os dias da semana que obtiveram maior registro de acidentes foram os sábados e domingos, nos ocorridos que resultaram em vítimas e as sextas e segundas- feiras nos acidentes sem vítimas. O horário de maior incidência dos acidentes foi entre 10h e 13h.

Os cruzamentos com maior número de acidentes durante o mês de janeiro foram Avenida Presidente Kennedy com Rua Visconde de Parnaíba e Avenida Frei Serafim com a Rua Mato Grosso, ambos com dois casos cada. Já as vias com maior registro foram Avenida Maranhão e Avenida Marechal Castelo Branco, as duas com sete acidentes cada.

Por Isabelle Azevedo

Compartilhe essa notícia:
  • Facebook
  • TwitThis
  • Google
  • Print this article!