Oficina ajuda a superar o medo de dirigir

Categoria: DestaqueNotícias 23/10/2013 01:12:12 administrador
IMG_0452

Nesta quarta-feira (23), motoristas participaram de oficina que tem como objetivo ajudar pessoas que têm receio de dirigir seja por motivos emocionais, patológicos ou por uma falta de um aprendizado efetivo. A iniciativa é uma parceria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI) e o Projeto Superando o Medo de Dirigir. A oficina já é realizada há cinco anos, de forma gratuita, e auxilia pessoas a elevarem sua autoestima e se sentirem mais confiantes para realizarem atividades cotidianas no trânsito.

“O curso ajuda os condutores e futuros condutores a terem independência, pois muitos deixam de realizar atividades cotidianas por medo de enfrentar o trânsito. Cada pessoa tem seu ritmo e precisa perceber isso para se sentir segura”, analisa a ministrante da oficina, a psicóloga Márcia Matos.

De acordo com Márcia Matos há várias razões para que as pessoas sintam-se receosas em dirigir, porém há alguns aspectos com maior recorrência, como medo de veículos maiores, trânsito agitado, pontes, engarrafamentos, descidas e subidas, além do medo de dirigir à noite.

Outro motivo que leva muitos motoristas a se sentirem inseguros na direção, é o trauma pós-acidente, como é o caso de Erinalva Santos. A administradora conta que após se envolver em um acidente no trânsito não conseguiu mais conduzir qualquer veículo. “Eu tenho medo de entrar no carro, até mesmo como passageira. Fico a todo momento olhando para trás com medo que algum carro volte a colidir com o meu. E há dois anos estou sem dirigir, mas quero superar isso. A oficina está me ajudando muito, já me sinto melhor. O apoio da família também está me deixando mais confiante”, afirma Erinalva.

O Detran trabalha para uma melhorar o trânsito no Estado e reduzir o número de acidentes e acredita que a boa formação de condutores é essencial para alcançar este objetivo. Pessoas habilitados ou não que desejam participar do projeto podem ligar para o telefone (86) 3228-4517 para obter mais informações.

Por Isabelle Azevedo

Compartilhe essa notícia:
  • Facebook
  • TwitThis
  • Google
  • Print this article!