Detran e Cepro assinam convênio para realizar pesquisa sobre acidentes

Categoria: DestaqueNotícias 13/09/2013 09:39:34 administrador
anuario

Com o objetivo de compreender as estatísticas relacionadas aos acidentes de trânsito no estado do Piauí, a Fundação Cepro e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI) fecharam acordo de Cooperação Técnica, na manhã da última quinta-feira (12), na sede da Fundação. O acordo visa à realização de pesquisa sobre as causas e consequências de acidentes de trânsito nos 224 municípios do Estado.

Será realizado um panorama do trânsito com dados referentes à frota de veículos, condutores, números de acidentes e vítimas, dentre outros aspectos. Os dados, segundo o diretor-geral do Detran, Jose Antonio Vasconcelos, são de suma importância para trabalhar ações futuras de melhoria no trânsito do estado do Piauí. “A Cepro é o órgão oficial de pesquisa do Estado, gabaritado e com qualificações indiscutíveis; nada mais coerente do que tê-la nessa parceria”, explicou o diretor.

A pesquisa será realizada nos 224 municípios do estado, com levantamento de dados através de fontes como a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Rodoviária Estadual, Delegacias do interior, Cartórios de registros e Delegacias de homicídios. Serão capacitados 25 novos pesquisadores para a aplicação de cerca de 150 mil questionários nos órgãos das cidades.

Segundo o presidente da Fundação Cepro, Magno Pires, as informações coletadas pela Instituição pesquisadora serão compiladas para a construção do Anuário Estatístico Estadual de Acidentes de Trânsito. “Todas as estatísticas estudadas serão encaminhadas, ainda, para o órgão oficial do trânsito no país, o Denatran, que publica o Anuário Nacional de Acidentes de Trânsito”, explicou.

O convênio firmando entre a Fundação Cepro e o Detran-PI tem validade até 2014 e, de acordo com o diretor Jose Vasconcelos, simboliza a coerência do Governo em se tratando de suas ações. “Todos os estados que participam da construção do Anuário do Denatran fazem seus estudos através de seus órgãos oficiais de pesquisa; a Cepro é o órgão oficial do Estado, nada mais coerente”, explicou.

No mesmo sentido, o presidente da Cepro afirmou: “Todos os países do mundo trabalham baseados em dados estatísticos; as pesquisas são o que baseiam as políticas públicas em qualquer país; no Piauí não pode ser diferente, e a Cepro vem para mostrar que temos essa capacidade”.

Por Rosa Rocha/Ascom Cepro

Compartilhe essa notícia:
  • Facebook
  • TwitThis
  • Google
  • Print this article!